Translate

terça-feira, 15 de maio de 2018

Opinião: O Fabricante de Bonecas da Cracóvia – R. M. Romeno

Resumo: Há guerra.
Há dor.
Mas há magia e há esperança.
Cracóvia, Polónia, 1939.
Por magia, uma boneca chamada Karolina adquire vida numa loja de brinquedos e torna -se amiga do amável e discreto fabricante de bonecas, que é também o proprietário da loja.
Quando a ocupação nazi se abate sobre a cidade, Karolina e o Fabricante de Bonecas têm de recorrer à magia para salvar, custe o que custar, os seus amigos judeus dos perigos iminentes que pairam sobre eles.
Reunindo uma atmosfera de magia, história, tradições e cultura local, esta impressionante narrativa fala -nos sobre como encontrar esperança e amizade nos lugares mais tenebrosos.

Opinião: Eu sei que não devia admitir isto, mas: eu comprei este livro pela capa!
Sim, eu pensei: se o livro não tiver uma boa história, continuará a ficar bonito na estante!
Contudo, fui terrivelmente atraiçoada pela minha ideia de que só a capa deste livro era deslumbrante…
Estou a olhar para o computador à 10 min à procura de palavras para descrever este livro e não consigo… Simplesmente não consigo! É uma história tocante! Acho que o li quase todo com a lágrima ao canto do olho! O resto do tempo, chorei!
Os sentimentos são descritos profundamente, sem o serem… A magia existe de uma forma tão subtil que parece não existir…
Não tenho mais nada para dizer! Só quem ler este livro é que pode entender! E recomendo-o a todas as pessoas que gostem de livros de história e gostando ou não de um pouco de magia na vida das personagens, vão adorar este livro!

Lendo apenas este livro, desta autora, posso dizer que é uma das minhas autoras preferidas! Por isso imaginem o quão maravilhoso este livro é!

Pode adquirir o seu exemplar em: https://www.wook.pt/livro/o-fabricante-de-bonecas-de-cracovia-r-m-romero/20287565?a_aid=5abd5a6d05d72

domingo, 13 de maio de 2018

Lista Negra

Todos os dias 13 de cada mês passará a haver uma publicação mensal neste blog, que se intitula de "Lista Negra", nesta lista que será feita ao longo de vários meses serão publicados os piores livros que alguma vez li e gostaria que partilhassem os vossos comigo! Até ao próximo dia 13!

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Opinião: Safira - Kerstin Gier


Resumo:
Gwen sente-se confusa- Gideon, o seu companheiro de viagens no tempo, está a dar com ela em doida: primeiro beijaa apaixonadamente e depois ignora-a. Mas ninguém disse que o amor nas viagens era fácil! Felizmente, Gwen tem Leslie, a sua melhor amiga; James, o fantasma; e Xemenius, uma gárgula muito irreverente, para a ajudarem com os altos e baixos amorosos- e também para a ensinarem a comportar-se como uma verdadeira dama do século XVIII. Desde que Gwen se tornou a última viajante no tempo, os seus objetivos passaram a ser: ir a uma soirée no ano 1782, salvar o mundo e, mais do que tudo, não dar nas vistas. Desta forma, por agora só tem de aprender a dançar o minueto (o que não é nada fácil), enquanto decide o que sente pelo rapaz dos seus sonhos (o que também não é nada fácil).

Opinião:
Este foi um daqueles livros que quando cheguei ao fim só conseguia gritar: Mais!!!! Mais!!!!
Até porque este livro faz parte de uma trilogia e apenas o ultimo livro não se encontra traduzido para português, por isso, senhoras editoras, se fizerem o favor: TRADUÇÃO O “ESMERALDA” PORQUE NÃO AGUENTO MAIS ESTA ESPERA!
Eu tenho uma história com este livro: enquanto passeava pela livraria descobriu-o e apaixonei-me perdidamente pela sua capa deste livro. Como é óbvio, não resisti e comprei-o!
Quando iniciei a leitura achei muito estranho a existência de apresentação de personagens, mas a história era tão intrigante que nem sequer dei muita importância há minha desconfiança só quando cheguei a meio do livro (algumas horas depois de ter iniciado a leitura; sim, o livro é mesmo viciante) tive a certeza absoluta que algo não estava bem! Então coloquei-o de lado durante só alguns minutos e fui pesquisar na internet: descobri que havia outro livro antes do que eu tinha comprado! Comecei a ler uma trilogia no meio!
Apesar desta minha falha a comprar livros, acabei por perceber a dinâmica do livro à medida que entrava na história e achei um livro extremamente apaixonante! Não o consegui largar durante dois dias! O romance entre as personagens deixou-me enamorada. E as viagens no tempo, que são uma constante ao longo da história, surpreenderam-me pela forma suave como são introduzidas, não dando origem aquele pensamento comum: "isto é completamente impossível", como já me aconteceu em outros livros.
Por todos este motivos, recomendo este livro vivamente às camadas mais jovens (pois as personagens são adolescentes) e ao público em geral que tenha vontade de se sentir com 15 anos novamente!

Agora não cometam o mesmo erro que eu! Comprem primeiro o primeiro volume e abracem está trilogia apaixonante! Só não fiquem à espera de realmente saber como a história acaba, porque o 3° volume ainda não saiu!

Podem comprar o primeiro livro “Rubi” da trilogia em: https://www.wook.pt/livro/rubi-kerstin-gier/9625299?a_aid=5abd5a6d05d72
Se quiserem fazer como eu e saltar de paraquedas para o meio de uma história podem comprar “Safira” aqui: https://www.wook.pt/livro/safira-kerstin-gier/13044929?a_aid=5abd5a6d05d72

domingo, 15 de abril de 2018

Opinião: Danças na Floresta – Juliet Marillier


Resumo:
Este livro da autora é inspirado no conto de fadas As Doze Princesas Bailarinas. É a história de cinco irmãs intrépitas, em luta com quatro criaturas sinistras, três misteriosos presentes mágicos, dois amantes proibidos e um sapo enfeitiçado. Há muitos mistérios na floresta. Jena e as suas irmãs partilham o maior de todos, um segredo fantástico que lhes permite escapar à vida diária nos campos da Transilvânia, e que mantiveram escondido durante nove anos. Quando o seu pai adoece e tem de abandonar o seu lar na floresta durante o Inverno, Jena e a sua irmã mais velha, Tati, ficam encarregues de cuidar da casa e das outras irmãs. O surgimento de uma misteriosa jovem de casaco preto faz nascer o amor numa das irmãs e, subitamente, Jena apercebe-se que tem de lutar para salvar aqueles que lhe são mais queridos. Acompanhada por Gogu , Jena tem de enfrentar grandes perigos para preservar não só as pessoas que ama, como também a sua própria independência e a da família.

Opinião: Devo admitir, este não foi um livro fácil!
Irão se aperceber ao longo desta nova crónica do blog, que eu prefiro um tipo de livros de tamanho mais reduzido, não porque o tamanho importa, mas porque o tamanho normalmente está associado a descrições demasiado perlongadas para a minha mente fértil.
As primeiras 20 páginas do livro foram simplesmente penosas! A família foi apresentada de uma forma abrupta como se já conhecêssemos toda a gente e os laços familiares pareciam demasiado forçados, as histórias do passado da família não eram completamente desvendadas, deixando o leitor sem perceber nada. Contudo, as restantes 308 são o paraíso de qualquer leitor!
É daqueles livros que nos deixam acordados até às 3 da manhã, só porque: “é só mais um capítulo”; mas nunca é só mais um capítulo! Porque queremos saber o que é que acontece a seguir… Se as 20 primeiras páginas podem ser penosas, o resto da história compensa esse pequeno esforço inicial!
Não quero revelar muito da história, ainda assim posso dizer que as personagens são quase reais, se umas são casmurras e teimosas, mantendo as mesmas ideias do início ao fim, outras são sensíveis. Tão sensíveis que a sua saúde padece devido aos eventos que se vão desenrolando.
Quase me esquecia! Quando comprei este livro fiquei tremendamente arrependida, pensei que o mundo magico que ele me iria desvendar seria infantil ou banal, como acontece na grande maioria dos livros… Mas não é! Tem um fundamento em cultura popular e a escritora fez um belo trabalho ao manter simples, o que é tão complexo!