Translate

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

folhas viagantes

As folhas do passado caem vigorosamente no chão terroso, resplandecendo com tons que vão desde o amarelo até ao avermelhado.
Pena que nem todas as folhas caiam no terreno húmido... Muitas caem sobre o cimento cinzento e frio, são varridas, encaixotas e enviadas para uma lixeira onde apodrecerão.
Como as folhas podres são os corações dos humanos de hoje... Os corações são varridos pelo tempo desesperado em passar depressa, são transportados por camiões de sentimentos mesquinhos e depositados na lixeira que se tornam os seus corações.
Por isso, deixem as folhas caírem na terra macia e fofa! Deixem o rio correr fora dos limites desenhados com betão! Deixem a natureza ser limpa e diferente daquilo em que nós seres humanos nos tornamos!
Deixem o planeta respirar, pois se um dia o planeta não nos puder suportar mais, Marte não é habitável e acabaremos por morrer no meio do lixo que causamos...

Talvez as folhas fiquem mais bonitas sobre as calças e do betão do que varridas para lado nenhum...

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

felizes

Mudei a minha vida no dia em que decidi amar-te... Em que o destino me empurrou para o terrível mundo das cocegas da felicidade!
Gostava que a minha vida fosse diferente? Claro que sim! Mas se implicasse perder-te para ter a vida que sonhei, então eu quero que a minha vida seja um pesadelo mas contigo ao meu lado! Porque eu prefiro sentir-me presa dentro do meu próprio quarto do que livre num mundo sem ti!
Sem ti eu estaria presa às sombras das solidão, as sombras que assolam a minha imaginação!
Por isso mudei tudo o que tinha, para tudo o que amo agora, mudando apenas o meu coração!
O tempo voou entre os abraços e os beijos da nossa paixão. As coisas mudaram para melhor agora somos unha com carne conseguimos viver a vida um do outro como um só...
Somos inseparavelmente felizes!