Translate

terça-feira, 23 de junho de 2015

Mulheres bixonas NÃO EXISTEM!

Há uns meses atrás “uma amiga” (a mesma que sugeriu que mudasse o meu nome) disse-me que faria bem há minha escrita que eu lesse livros de gente mais experiente e sugeriu-me “As Brumas de Avalon”. Agora que estou mesmo na reta final do livro e pergunto-me: ela queria-me formatar? Queria que eu escrevesse igual a todos os outros escritores? Que eu fizesse uma descrição detalhada de tudo o que não tem importância, quando os meus livros são quase livres de descrição de espaços e de roupas e tenho como personagens principais mulheres que lutam por aquilo que querem, que rumam no mundo em busca de uma aventura ou de vingança? Ela queria o quê? Que eu escreve-se uma história sobre uma mulher enviada como mercadoria para o marido, que pode ser abusada e usada como um trapo? E essa mesma mulher mais tarde (porque foi mal tratada trai o marido) encontra no amante o prazer que nunca conheceu? E eu fico WTF (traduzindo: mas que porra é esta?)!
Se eu escreve-se uma historia que começasse assim eu matava o filha da puta!! Não o traia, matava! E mandava-o encher-se de moscas! Mas não! Coitadinha, fica presa numa torre á espera que o musculado de olhos azuis e com uma piça grande a viesse salvar.
O MUNDO NÃO É ASSIM! E que interesse tem ler 100 livros em que há sempre uma mulher violada pelo marido e que arranja um amante para gostar do sexo? Porquê?
Tipo, em Portugal somos livres à 40 anos; há outros tantos que as mulheres usam calças, já para não falar no clima que à mundo que as mulheres conseguem fazer os rapazes andarem que nem cachorrinhos; como é que alguém que gosta desta merda? Se alguém disse: Eu!; tenho isto para lhe dizer “ENFIA A PUTA DO LIVRO NO CU!”
Eu não gosto de ler sobre coisas reais… eu gosto de ler e escrever sobre seres sobrenaturais, o meu último livro era sobre uma rapaz que estava acamado porque tinha uma deficiência e soube de uma lenda de demónios que o podiam curar e invocou uma (demónio)… Apaixonou-se perdidamente por essa demónio e adivinhem o que aconteceu? Até ao tártaro foi parar por a amar! E ela? Sempre a dar para trás! Sem querer saber! Era sexy, irreverente e independente! Vão-me dizer que esta história é má porque ele não a usou e deitou fora? É mau porque ela levava-o a passear com uma trela no pescoço (é quase assim)?
Nem todos os homens são os mais corajosos do mundo, nem as mulheres as mais indefesas!
Eu se tenho algum escritor que admiro realmente a escrita é Saramago e não o vejo a escrever como esta gentalha… E o que sei é que Saramago ganhou um prémio nobel… Talvez isso signifique mais do que um milhão de livros vendidos!
Eu não vou aprender nada com este livro! Não gosto deste tipo de escrita e se o li até ao fim foi por amor a dinheiro (sim porque ele constou-me o couro e o cabelo!)… Mais ninguém gosta do que eu escrevi? Tudo bem… Pelo menos não sou uma fotocópia de tudo aquilo que existe no mercado…

E se alguém quiser ler o livro da demónio que contei aqui avisem, porque assim colocou-o online para toda a gente o ler gratuitamente, que não o consigo publicar de outra forma…

terça-feira, 9 de junho de 2015

O Senhor está a ouvir-me?

E um dia no meio da confusão disse aquilo que nunca deveria ter dito…
Deveria ter escondido em mim esta ideia que me desgraça…
Como pude eu ser tão descuidada? O que me acontecerá agora?
Além de renegar ao rotativismo e ao poder dos ricos, ainda o disse em público, com certeza que serei presa, torturada… E a minha família irá comigo! Eu desgracei a minha família!
Aí de mim que desgracei-me e levei a minha família comigo!
Senhor… Só o Senhor sabe quem está correto e errado, ajude-me a ver a realidade, não me conformo com o facto de ser castigada por algo em que acredito. Senhor, se eu estiver errada dê-me um sinal e eu aceito o meu castigo, mas se não estiver, ajude-me! Ajude-me a salvar a minha família!
Eu fiz o que os seus mandamentos diziam, partilhei o meu pão com mais precisava, mas o Senhor não obriga aquele que mais tem a dar migalhas a quem nada tem… Porquê? Porque é que o Senhor não tornou o mundo justo? Se o tivesse feito, eu não teria abraçado esta minha ideia! Não a teria entregado nas mãos de quem acredita que assim as coisas não estão bem e que por bem menos matamos dois reis!
E de que lado está o senhor? Eu acredito que esteja do meu! Porque se os seus mandamentos mandam ser verdadeiro, honrado e justo, então está do meu lado! Só se, como tudo o resto, os seus mandamentos são só para os pobres, sabe porquê? Porque só os pobres tem de pagar as suas dívidas, só os pobres é que vão presos e só os pobres é que trabalham e nem pão têm para comer… Enquanto isso, o outro lado empanturra-se com caviar que comprou com o dinheiro que extorquiu de um pobre.
Se acha que este mundo é feito à sua imagem, digo-lhe já que o Senhor deve ser muito feio!
Tudo o que eu disse até agora está mau, mas comparado com outras coisas, ainda está muito bom… Porque Senhor, como pode permitir que um dos seus homens abuse de uma criança? Como Senhor? Como pode permitir que as mulheres fiquem por aí a amaldiçoar a guerra ou o mar ou seja lá o que for? Como pode levar para perto de si as pessoas que nunca fizeram mal a ninguém e só depois levar as que toda a gente queria que morresse?
Sabe Senhor, sabe o que eu disse? Eu disse “acredito nas ideias comunistas”, aquelas pessoas olharam-me com desprezo e colocaram-me à margem da sociedade…
Parece que eu, que penso fora da caixa mereço morrer, mas aquele que matou, abusou ou escravizou alguém merece ter tudo a seus pés e pode continuar a fazer tudo o que tem feito…
O Senhor não existe, pois não? Se existesse seria impensável que permitisse e compactuasse com tudo isto...